<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d9284302\x26blogName\x3da+vida+%C3%A9+larga\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://avidaelarga.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://avidaelarga.blogspot.com/\x26vt\x3d3271629203448803517', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
|

29.1.05

torre

...


O primeiro copo arrepiava-lhe nas costas a pele e logo sentia os musculos que descontraíam e na boca aquele sabor forte a crescer-lhe como um alimento puro. Acendia outro cigarro e começava a falar. A lua não tinha saído do mesmo sitio, e parecia-lhe que estava ali para ele, para o ouvir. Algumas vezes adormecia torto encostado à pedra e acordava de repente já dia o mar a subir em salpicos de aviso. Bem disposto. Fingia que haveria uma farta mesa à sua espera ao subir as escadas e imaginava o ar quente das travessas a subir no quarto e os cheiros e quase sentia o sabor da carne. E era só a madeira velha da cama e da cadeira e a mesa escura e a estante cheia de velhos livros relidos mil vezes sempre o mesmo livro, e sabia que nunca sairia dali, sabia que só quando conseguia fluír no imaginar estava vivo e sabia que um dia voaria sim na morte pássaro em asas a planar como se se juntasse ao mar imenso e evaporasse rente ao sol qual grito final primeiro.


...

6 Comments:

Blogger stillforty said...

qual grito final, voaria sim nas asas de qualquer pássaro, contigo ou sem ti, mas de preferência...contigooo!!!

Actualiza o meu endereço.
passou a ser outrafacespelho.blogspot.com

1:47 da manhã  
Blogger blimunda said...

o corvo? tás negro... um beijinho a ver se passa...

7:55 da manhã  
Blogger Rita said...

Suponho que falas de alcoolismo...

Pois sim, às vezes o sofrimento da alma é medonho e queremos mesmo fugir, e fugimos, e temos direito a fugir.

Olha, não sei se por defeito profissional, mas acho que há outras soluções: as pessoas nessa altura (de sofrimento) é que não as conseguem ver.

11:58 da manhã  
Blogger trintapermanente said...

o refugio da solidão no alcool

12:42 da tarde  
Blogger mfc said...

Sim... um dia tudo acaba! É a libertação...

10:34 da tarde  
Blogger job opportunitya said...

Great blog. I surf the web looking for blogs like
this. Your site was on point and will be back again!
Please take a journey to my plastic surgery texas blog.

4:52 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com Blogwise - blog directory