<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d9284302\x26blogName\x3da+vida+%C3%A9+larga\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://avidaelarga.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://avidaelarga.blogspot.com/\x26vt\x3d3271629203448803517', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
|

28.4.05

meio / blogrrrrrrrrH !!!

.


há nestes circulos que se tocam pouca autenticidade e muito show. não é uma tentativa fácil e a malta foge sentada do difícil, da procura à mostra.

há mulheres cujas fotos no canto superior direito vão mudando até surgirem sorrisos verdadeiros e bonitos, rasgos de verdadeira expressão, longínqua.

nesse pormenor se destrói o virtual em golpe de asa, lembrando a força da palavra dita na presença, o calor na distância curta ao olhar a pele, a verdade absoluta de um corpo.

.

19 Comments:

Blogger Viuva Negra said...

podem , não haver muitos , mas acho que existem alguns blogs mesmo que poucos , bem genuinos ...

4:53 da tarde  
Blogger FataMorgana said...

Antes de mais, adorei o teu poema "Perfeito". Achei de uma beleza excruciante. Pleno e profundo.

Quanto a este post, concordo que há muito show, muito alter-ego e muitos umbigos! Mas isso sente-se. O que é verdadeiro também. É como fora dos blogs, no fundo.

As fotos... eu fiz exactamente isso, fui mudando de fotos no meu blog, até chegar à mais EU de todas. Nas fotos geralmente tento não ter "a tampa do piano de cauda" aberta, porque fico exposta de uma forma que me desagrada. Mas eu sou assim, sorrio quase sempre, mesmo que esteja tristíssima... e acabei por lá meter a que lá está.

Também há homens que mudam as suas fotos no canto superior direito. Eu gosto de ver blogs com a foto do autor. Cria proximidade, é bom saber como é aquele com quem falo.

O virtual não se destrói completamente senão em presença real. Acho eu, como tu. Mas na impossibilidade de frequentarmos todos um qualquer fórum (que depressa se tornaria uma fogueira de vaidades), é bom ver as fotos, os sorrisos, as poses, tudo o que deixamos. São sinais.

Não estás muito céptico com os blogs?!

5:16 da tarde  
Blogger crack said...

Profundo, o pensamento subjacente a este post.
Caro Jorge, nem todos os blogs podem aspirar a construirem-se sobre uma profundidade e uma contida introspecção, como aquelas que guiam a linha editorial com que brinda os que têm o privilégio de conhecer este seu espaço.

11:19 da tarde  
Blogger JJ said...

Os blogs -realidade virtual - são uma manifestação muito real das pessoas e da sociedade de onde brotam. Trazem por isso as suas idiossincrasias, as suas qualidades, aspirações e defeitos. Não são, nem podiam ser, um espaço diferente daquilo que encontramos no dia a dia.

É verdade que o que é difícil assusta e leva muitos a desistirem ao fim de algumas tentativas; quanto a outros, há uma preguiça significativa em participarem.

A palavra dita ou escrita tem sempre força desde que lida por quem queira arriscar.

12:26 da manhã  
Blogger hfm said...

Gostei de ler.

9:35 da manhã  
Blogger trintapermanente said...

se todos estamos numa comunhão de interesses. numa partilha de experiencias. numa amizade, a meu ver muito proxima... o que é que interessa a foto?

12:38 da tarde  
Blogger pipetobacco said...

{ ... gostei do teu texto © exacto ... }{ abraço }

1:11 da tarde  
Blogger roque said...

Jorge meu caro, nao sei o que te dizer... mas queria deixar isto bem patente... a foto não é importante... importante é o prazer que retiramos do que lemos... senão todos fariamos um photolog... as fotografias por vezes, para além do embelezamento da página, servem como guia ao leitor... "uma fotografia vale mil palavras" e eu nem sempre tenho mil palavras...

2:44 da tarde  
Blogger Sérgio Lavos said...

A autenticidade é uma impossibilidade no mundo virtual. O blogue é mais uma máscara que se usa, nem melhor nem pior do que as outras que colocamos no nosso dia-a-dia.

5:04 da tarde  
Blogger stillforty said...

Desculpa Jorge mas eu sou sempre eu no meu blog, as fotografias é que mudam.
eheheheh

7:16 da tarde  
Blogger augustoM said...

Jorge, o blog é uma porta acessível a toda a gente, cada um pública, em princípio, o que lhe dá mais prazer e que gosta de partilhar com os outros. Concordo que há certos blogs, em que isto não acontece, pelos motivos que os donos deles saberão. Talvez seja mais importante para eles publicar para impressionar. O anonimato é a prova conclusiva disso mesmo, quando se tem o medo de falhar,mas falhar em quê? A fotografia que muita gente põe no blog e que não é a sua, legitima tudo o que anteriormente disse. Era preferível não a pôr ou então substitui-la por im símbolo qualquer de identificação. Felizmente há muita gente que coloca a sua própria fotografia, é muito interessante, cria proximidade como diz Fatamorgana, e muito bem. Mas não é só a fotografia, quem diz a sua idade? quem diz o seu sexo? quem dá algum dado biográfico a seu respeito? quem usa o seu próprio nome? Quanto aborrecido é querermos enfatisar um comentário e não sabermos o nome do autor para nos podermos dirigir a ele. Cada um lá terá as suas razões para proceder da maneira que entender. Para terminar que já vai longo o comentário, os blogs são como as farmácias, há de tudo.
Um abraço. Augsto

9:21 da tarde  
Blogger maria_arvore said...

O blog é a expressão de cada um. E ainda bem que há tanta diversidade.
(e apesar disso, aqui como lá fora, não ligo à cara mas à comunicação).

9:53 da tarde  
Blogger FataMorgana said...

Venho lendo este tópico com interesse. A questão da foto falsa e desta ser ou não importante, a do anonimato, a dos dados biográficos e dos pseudónimos. Do ser-se verdadeiro, sobretudo.

Eu reparo que muitos livros e editoriais ou outros artigos de fundo em revistas e jornais, costumam trazer fotos dos autores. Mesmo de autores que quase todos conhecem perfeitamente. Um blog não é um livro. Mas alguns apresentam material já editado em livros ou outro tipo de trabalhos - BDs, CDs, etc - outros virão a ser livros (tenho cá em casa 3 livros de bloggers amigos que editaram recentemente). Outros ainda são exercícios, ou rascunhos.
Para mim é importante conhecer o contorno do rosto de alguém que leio, sobretudo num blog com comentários, onde a pessoa abre a porta às opiniões e conversa com quem tem a gentileza de a ler e comentar. Se a foto for falsa... é uma pena, mas penso que a vítima principal será sempre o autor, que fica privado de vir a conhecer pessoalmente quem o visita... ou então passa uma vergonheta! A que eu tenho é mesmo minha e identifica-me muito bem, não é de há 30 anos :)

Dados biográficos também são sempre interessantes. Eu gosto de ler os profiles, quando os há. Eu gosto saber onde vive quem eu leio... É uma mania um pouco Renascentista, mas é a minha (Giovanni Pierluigi da Palestrina, assim conhecido porque era de Palestrina). Gosto de imaginar a pessoa num contexto.

Quanto ao ser-se autentico, parece-me que é impossível não o ser sem perder a credibilidade e a consistência. As pessoas mudam de ideias, claro, mas percebe-se (ou será possível perceber) o percurso feito. Acho muito difícil escrever assiduamente textos, poemas e outro tipo de posts, falar diariamente com as nossas visitas, comentar as pessoas que gostamos de ler e não se ser autêntico. Notar-se-ia ao fim de muito pouco tempo.

Blogs que não são genuínos, no sentido em que não se ligam com o verdadeiro EU, ou com a vida do autor... no sentido do famoso Pipi, por exemplo - nada contra. Alguém criou aquela personagem e por acaso (não só) deu muito nas vistas. Podia não ter dado, estaria igualmente no seu direito.

O pseudónimo é outro direito que todos temos. Eu faço questão de proteger o meu nome, não o quero por aí nos motores de pesquisa, faz-me confusão. Tive e vou tornar a ter trabalhos editados em meu nome e não me apetece mistulá-los com o blog, também. Suponho que haja milhares de excelentes razões para se ter pseudónimos, pois tantos escritores conhecidos os têm e a lei lhes confere protecção. Não nos impedem de ser genuínos, de estar lá para responder a quem nos falar.
Algumas pessoas que me escrevem emails sabem o meu nome mas, felizmente, todas respeitaram sempre o meu desejo de o preservar.

As experiências que vamos tendo ao manter seriamente um blog são muito curiosas. Quando comecei não imaginava que iria ser tão positivo e enriquecedor, nem que os poucos desaires que tive me fossem custar tanto. Mas nunca me arrependi das opções que tenho tomado.
Acho que dei a volta completa, por hoje :)

Interessante a conversa que aqui despoletaste e as várias opiniões!
Um abraço a todos

5:35 da manhã  
Blogger Mendes Ferreira said...

e suponho que para terminar, o que é um blog senão a des-cumplicidade entre as palavras ditas e as imagens escondidas?eu sou nova estas "palavras bloguistas" e não tenho respostas, apenas perguntas e deixo-te a Ti oh sábio (sem ironia) uma :para que serve um blog?

7:33 da tarde  
Blogger augustoM said...

Não posso deixar de estar de acordo com praticamente tudo o que disse a Fatamorgana, mas gostaria de acrescentar só mais alguma coisa.
O mundo dos blogs é um mundo essencialmente comunicativo, por isso aberto às descobertas decorrentes da comunicação, e esta só poderá ser realmente relevante se os interlocutores tiverem minimamente um conhecimento mútuo.
Na minha opinião, o blog não deverá ser a des-cumplicidade entre as palavras ditas e as imagens escondidas, mas pelo contrário a cumplicidade no debate das ideias e das opiniões.
Um blog é uma janela aberta para o nosso monólogo, esperançado no diálogo.
Um abraço. Augusto

10:44 da tarde  
Blogger JJ said...

Jorge, há um desafio n' A FOZ aguardando uma resposta. Um abraço.

11:49 da manhã  
Blogger stillforty said...

Olha Jorge
Estive ausente no fim de semana e perdi esta converseta toda dos teus comentadores. Todos têem razão, nunca me tinha lembrado disso, é que supõe, vamos no supunhamos, que eu, Teresa, me encontro com alguém dos blogs, que diga-se de passagem não conheço ninguém...???? (desculpa se o português é mau) mas já deves saber que sou austro húngara e judia, e então, vai daí, um senhor/a qualqueri me diz: oh rica mas você é totalmente diferente da foto do seu blogui.
Então eu digo:
A qual delas se referé? Meryl Streep? Audrey Hepburn? Ou será a Natalie Wood? Ah! Refere-se à bailarina, oh rica! mas isso é só uma foto aquática, tá a ver?
mas a rica é quem? dos blogs? tá-se mesmo a ver que me interessa imensssooo conhecê-la, não tá-se?
Os meus amigos que têem blogs e até alguns escritores conhecem-me,
agora a menina não conheço de lado nenhum,vá dar uma voltinha ao bilhar grande, rica!

8:44 da tarde  
Blogger paopbocca said...

Closer

8:47 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

grеat іsѕues altogether, yοu ѕіmply
гeceіved а logo new гeadeг.

What mау you гecommend about your рut up thаt yοu
madе some days ago? Аny sure?

Looκ at my weblog ... payday loans

6:09 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com Blogwise - blog directory