<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d9284302\x26blogName\x3da+vida+%C3%A9+larga\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://avidaelarga.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://avidaelarga.blogspot.com/\x26vt\x3d3271629203448803517', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
|

30.6.05

,

,


parece que a nina simone foi passando pela bicaense ás quartas feiras do mês que acaba e eu até a vi lá há bocadito, escarrapachada na parede com aquele ar pesado de quem sente, mais calada que a cantar, densa.

entretanto mantenho a preconceituosa perspectiva de que no jazz há os poucos que inventam e avançam e os que sobre isso arredondam, secos e chatos, a desbundar, pois como na vida claro.

o baterista tinha o seu quê.

,

8 Comments:

Blogger augustoM said...

Ó Jorge, não sei a razão mas nunca gostei de jazz, para mim é um ruído musical. Devo ter o ouvido avariado.
Um abraço. Augusto

2:08 da tarde  
Blogger miss caipira said...

ainda bem que li este post.
Emprestei o CD de Nina Simone faz tempo.
Não me lembro é a quem.
Que raiva!!!!

4:24 da tarde  
Blogger stillforty said...

A Nina Simone é o máximo, desbundava como a vida claro.
Os bateristas têm sempre um "batimento" fascinante.

4:28 da tarde  
Blogger Pedro F. Ferreira said...

Post de antologia.

10:54 da tarde  
Blogger trintapermanente said...

desconheço

12:05 da tarde  
Blogger Elisa said...

preconceituosa perspectiva, de facto. Diria mesmo mais... arredondada perspectiva, de facto... sou suspeita. O Jazz é a invenção permanente. sou suspeita. reafirmo. gosto de jazz. muito. talvez arredondadamente demais. a desbundar, claro.

3:16 da manhã  
Blogger Elisa said...

De qualquer modo, a Nina Simone dificilmente encaixa no 'jazz'... ela é tantas coisas. É horrivel na interpretação do 'ne me quitte pas do brel'... é sublime no I want some sugar in my bowl a namorar os blues, como quase sempre... e é extravagantemente boa na interpretação do Strange fruit, a mais violentamente bela canção que a Billie escrever. Talvez a mais bela e violenta música no jazz.

3:18 da manhã  
Blogger Elisa said...

onde se lê escrever, leia-se escreveu, naturalmente

Já agora, mesmo que não goste de jazz dê um salto a www.bebedeirasdejazz.blogspot.com. Talvez aprecie.

3:19 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com Blogwise - blog directory