<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d9284302\x26blogName\x3da+vida+%C3%A9+larga\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://avidaelarga.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://avidaelarga.blogspot.com/\x26vt\x3d3271629203448803517', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
|

28.1.06

léxico-loto ou a grande sorte grande das palavras ?!

...


a propósito desse léxico-loto ou loto com palavras de que se escreve não sei se se fala, não será isso que fazemos todos os dias ao longo do dia nas infinitas conversas, olás e adeus a deus, nas letras de raspão bem tentadas a almejar um sincero gesto, no tom que vamos dando em cada resposta pergunta, o interrogativo gemido a grito calado, silêncios, esgares, silêncios ?

a procura da sólida palavra verde, a verdade ?

como de palavras em linha arisca as frases, de pedras em pedras a calçada, de sons o ruidoso sentido, esboço, arriscamos no verbo a sua procura, no processo em improviso o centro, a alma branca, o lugar certo.

a merda está na poupança parca das palavras-procura, um medinho aquém na contenção, uma morna defesa no clichée que serve sempre, no fundo a merda da mentira fácil, quase verdadeira, tricky, esguia, aceite, desejada.

a rolha.

no contentamento da aproximação apodrece o pleno, encontro.
no fácil escorre o autêntico.
no ensaio morre a palavra.

sem achar a tal palavra explosão completa, nem terminação quanto mais tesouro, longe ainda de uma expressão pessoa.

...

3 Comments:

Blogger margarete said...

palavra: concordância. ;)

(nada mais a acrescentar)

6:11 da tarde  
Blogger maria_arvore said...

As palavras são como os computadores. Só fazem o que o corpo humano lhes manda fazer.

4:39 da tarde  
Blogger fada*do*lar said...

Por estas e por outras, continuo a preferir a imagem: "vale mil palavras".
(mas é defeito de profissão... eheheheh) ;-D

11:32 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com Blogwise - blog directory