<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d9284302\x26blogName\x3da+vida+%C3%A9+larga\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://avidaelarga.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://avidaelarga.blogspot.com/\x26vt\x3d3271629203448803517', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
|

30.3.06

title

...



por acaso, coisa estranha ..., até parece que já anda a melhorar a história, ainda que deverá ter mais a ver com as escolhas do olhar que com o objecto, digamos assim de forma simples e parva, a separar o coiso da coisa.

como tenho a mania dos foguetes antes da festa e da ressaca antecipada, parece que é parvo ó caralho, uma ânsia deslocada, e com a farturazinha de seca que práqui anda, cuidado, dá-lhe tempo, deixa o relógio maluco e relax. a mania da produção é perversa como se decidíssemos assim tanta coisa, andava-me a fazer falta ver o mar também, ainda que só de raspão. ele há momentos segundos indizíveis ...

aproveito para te lançar um abraço, já que nunca lerás isto, aí por onde andas, seja rica a estrada.
|

29.3.06



Hussein Chalayan
|

25.3.06

...

...

é melhor não escrever o que estou aqui a pensar.

houve uma explosão inclinada agora à bocadito e redundou numa espécie de vislumbre de consciência, epá um daqueles momentos em que vem à superficie, que nem borbulha urgente, uma ideia clarividente que andava para ali aos tombos, arredondando-se fresquinha, numa espera precisa pelo seu exacto e pertinente minuto, apetece-me já agora repetir minuto.

um gajo no fundo anda a vida toda à espera destas substâncias, destas perspectivas, destes pormenores. o resto é o means to an end, não é nada, isto é só o start, pois pois.

tenho ali montes de livros para ler e nada, isto já fez um mês há uns meses e nada, ainda. deixar para tràs na vida pilhas e pilhas de livros bons por ler quando estão mesmo ali à mão deve ser das pós modernices mais estúpidas que inventámos.

entretanto as saudades que eu tenho de um diazaço passado todo ele na praia a torrar ao sol, as bejecas a irromper, sózinho, ali a ouvir o bater do mar na areia interrompido pelas pessoas que vão prali conversar, o dia todo a tentar mesmo não pensar em nada, calmito, o coeur a bater regular, o que quem me conhece sabe que me é impossivel, e etc etc ....
|

24.3.06

we don´t hang nobody !

...


claro que o wild bunch do peckinpah, ainda que já começado com meia hora, dá logo impulso para uns sms a avisar a malta ( dispersa pela vida nos vários sitios, todos, onde ela acontece e se faz ) que nem que sejam dez ou sete minutos, os últimos ou a meio, vale a pena espreitar a intemporalidade de meia dúzia de coisas básicas e simples, e diria fulcrais, que eu se não fosse aquele scotch over wine de há pouco ( que, confesso, baralhou aqui a coisa, boa, bela jantarada imprevista ... ) até era gajo para divagar um bocadote; andam para ali a bailar no ecrã; sujidades, peles, vozes vivas, olhares primeiros.

um abraço.
|

22.3.06


alice geirinhas
|

21.3.06

do amor trágico na avenida ?



ando em fase de sonhos malucos, derivas pesadas, passeios perdidos à noite, deitado a, dormir ?.

Ontem, entre mais piruetas rasgadas, sonhei com um casal que acabava trancado num carro que mergulhava a pique em águas escuras, o pânico, ela a gritar ao sentir a morte, ele resignado, feito parvo.

merda. apetecia-me apanhar todos os táxis de lisboa até encontrar o bigodes cool e sorrir-lhe e dar-lhe um abraço e pagar-lhe um copo.

dito isso claro que a questão não está fora mas sim dentro e tal e tal ...
|

18.3.06

taxi baby

.


ali antes da 24 de julho, com o sol das duas e trinta e sete a rasgar as núvens entre os carros às filas parvas na bicha, a malta farta tudo a desatinar, o costume,

ao lado no carro verde e preto, o condutor vividaço de boina basca e bigodaça tuga maluca cool, na palheta solta pelo retrovisor, calmo,

atrás gorducha batida kinky, inclinada, mexe no cabelo exciter, o sorriso aberto, disponivel, a gostar do gajo, bute,

o mercedão tapete a deslizar, a levá-los para uma cama desfeita, para um recanto numa escada suja, a arfar a comer a entrar, a descobrirem-se no outro,

ainda ali antes os dois, ele calmo e seguro a deixar fluir, o belo jogo, ela solta a querê-lo mesmo, um esboço de quê? que verdade redonda aquela? que ponte?

um eterno quase puro momento, uma sincera troca impossivel, um espelho a partir-se no meio em futura carne, a espera a subir ...



|

13.3.06

uma merda de post

....


coisas aparentemente (este aparentemente é batota) importantes não me apetecem nada, e é o não me apetecerem nada que é importante, não dizemos que não a demasiadas coisas, algumas nem se nos deviam apresentar quanto mais tornarem-se uma merda de um hábito, uma relação (cena perigosa), que como quem não quer a coisa infecta aquele bocadinho de tempo, aquela amiba de vida, aquele momento ainda que minuto, e obriga a contracena o cabrão.

não vira a mesa quem pode, vira quem quer, bem, mais ou menos pá.

um gajo andar soterrado em problemas é fodido até atingir o ponto de relativização que vem sempre tarde ao que parece mas ele lá tem o seu timming armado em revelação/mudança de fase. isto dava uma bela conversa de café com minis, o lux é para outras coisas, por exemplo.

como é que andará a taxa de suicídio prós lados da Áustria ?



|

12.3.06


liv ullmann
|

8.3.06

do Vítor Mácula

...


E há que estar atento, atento ...
E disponível, disponível ...


...

comment ao post qual resma ?, no SER CRISTÃO, link à direita ...
|

6.3.06

amor lesma / foda-se !!!

...


blá blá blá ...






ps - vou ali num instante beber uma garrafita de johnnie walker red label e já cá venho como se isso fosse alguma coisa
|

4.3.06


....

referer referrer referers referrers http_referer Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com Blogwise - blog directory