<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d9284302\x26blogName\x3da+vida+%C3%A9+larga\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://avidaelarga.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://avidaelarga.blogspot.com/\x26vt\x3d3271629203448803517', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
|

24.6.06

title

...

têm realmente morrido imensas coisas ultimamente e a mudança continua, ano em cheio o cabrão, surpresas muitas e nem todas com os melhores laivos. não é o que queremos mas o que precisamos ? grandes reticências. talvez um dia de um lugar distante mesmo ao lado se fundam em nós as peças feitas carne, corpo, ser, um estar. mas ando cansado.

...
|

18.6.06

aos amigos, e aqui pouco é dito.

...

é um privilégio acompanhar de perto as mudanças de algumas vidas, o aumento dos graves nas gargalhadas, o tom na côr de alguns bons silêncios. ao encurtar de alguns rastilhos sucede-se a aceitação que só o longo conhecimento e troca trazem, o abraço, cheio. ao pé de uma parede às tantas da matina tudo com a tosga houve ali um momento de risos único, apetecia dizer um sumário impossivel, realmente um entendimento cristal entre dois amigos, um corpo no outro apoiado, torcido num alto humor maluco. há poucas coisas tão importantes como isto e também conheço muita gente que não percebe isso e anda para aí armado em parvo com a tal máscara já colada à cara sem a ver no espelho, talvez too late baby.
|

14.6.06

troca em abraço rico

...


hoje mostrei a um amigo o gerry do gus van sant e mais ou menos em resposta ele mostrou-me o pola X do leos carax. ele há conversas e conversas.
|

6.6.06

.
|

3.6.06

é demais pá foda-se

.


são praí 09:56:37 da matina de um sábado, ontem esticou-se a palheta com o juanito camiñante até ás tantas, bjeka na manhã para a sede não apertar, acho que encontrei um tipo amigo e trocámos opiniões pertinentes á luz do strob, não sei lá muito bem, isto está bem bonito está, um gajo também já não tem vinte amoras não, foda-se.

ali do outro lado da parede do quarto um brazuca de berbequim demolidor em punho lá vai dedicadamente esburacando a puta da parede, obras, o caralho. aqui do outro lado da parede da sala outro brazuca, ilegal o cabrão, tem uma moca, um martelo, um malho, a puta que o pariu, e vai animando a contra ritmo a conversa do outro, não fosse a coisa cair em circunstância, orquestra, faduncho, foda-se.

estes filhos da puta destes mestres de obras gordos e pior carecas, a berrar ordens em demarcação do estrato social, julgam eles, do meio da rua, brutos, parvos, e bela mine na mão inchada da mine, deviam no minimo pagar o almoço e o hotel à puta da vizinhança toda com esta merda, foda-se, isto é a câmara a dar ou não licenças de obra, não há tampões para os ouvidos, um gajo a fugir do suburbio para isto e depois dizem que lisboa está deserta, que ninguêm cá mora, o caralho, juro que vou lá e não vou nada, foda-se.

nunca tive dias para beber copos, eles lá sabem da vida deles, mas um sábado de manhã é um sábado de manhã, um gajo sózinho nem pode aproveitar o ritmo dos brazucas para brincadeiras animadas, o fungágá, xadrez na pele, sei lá, foda-se.

suponho que todos me compreendem, a maior relação possivel que se pode ter claro sem ser o amor, o gajo agora parou um bocadito, aquilo é a gozar comigo o cabrão, são 10:17:28, isto está impressionante no ritmo a escrita. foda-se.

agora mudando de assunto, daqui a bocado tenho uma reúnião e o brazuca tá-se a passar dos cornos, aquela merda é um festival, querem que eu lá vá mas eu sou estóico, pois pois, o coro ri-se, foda-se.

bom sábado a todos, merda.
|

1.6.06

mary

convém ir ver a última história do abel ferrara, a sério, está no king.

referer referrer referers referrers http_referer Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com Blogwise - blog directory